segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Quase sempre...

Às vezes, quase sempre,
Todo dia... 
Três vezes ao dia ou um pouco mais; 
Me dá uma vontade de abraçar a alma de algumas pessoas.
Algumas poucas...
Pouco mais de cem.
Centenas, talvez...
Pouco mais além, 
Sem proporções para calcular.
Às vezes, quase sempre,
O dia todo; 
Sinto vontade de acariciar alguns corações.
Fazer cócegas e carinho bem lá no íntimo.
No fundo bem profundo, 
Onde poucos podem alcançar.
Às vezes, quase sempre, todo dia, 
Sinto sede de alegria;                                                     
Dáquela que foi feita para partilhar.
Às vezes, isso é sempre, o dia inteiro, 
Emana em meus pensamentos, 
Àquilo que em mãos não posso entregar !
Às vezes...
Quase sempre...
Todos os dias!


Por: Aline Patricia

Nenhum comentário:

Postar um comentário