sábado, 22 de março de 2014

Manhã de outono

Hoje acordei assim...
Se bobear, vou subindo em árvores 
pra beijar passarinho que canta bonito.
Estou dançando entre jardins, 
pulando os canteiros que é para não estragar as flores. 
Mas em cada uma dando um cheiro e agradecendo 
por enfeitar meu mundo com suas cores.
Hoje acordei gostando mais de mim. 
Da gente, de nós!
Dos nós aos laços.
Dos sorrisos aos abraços.
Dos amigos sérios aos mais palhaços e 
do sol de outono que me veio acariciar.
Hoje eu acordei assim...
Numa manhã de outono!




Por: Aline Patricia

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Quase sempre...

Às vezes, quase sempre,
Todo dia... 
Três vezes ao dia ou um pouco mais; 
Me dá uma vontade de abraçar a alma de algumas pessoas.
Algumas poucas...
Pouco mais de cem.
Centenas, talvez...
Pouco mais além, 
Sem proporções para calcular.
Às vezes, quase sempre,
O dia todo; 
Sinto vontade de acariciar alguns corações.
Fazer cócegas e carinho bem lá no íntimo.
No fundo bem profundo, 
Onde poucos podem alcançar.
Às vezes, quase sempre, todo dia, 
Sinto sede de alegria;                                                     
Dáquela que foi feita para partilhar.
Às vezes, isso é sempre, o dia inteiro, 
Emana em meus pensamentos, 
Àquilo que em mãos não posso entregar !
Às vezes...
Quase sempre...
Todos os dias!


Por: Aline Patricia