sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Aos poucos - Por: Mariana Bentes




Aos poucos tudo volta ao seu devido lugar.
A mágoa é passada,
O sorriso é retomado,
O ontem é deixando pra lá;
Juntamente com seus acontecimentos.

Aos poucos o efeito da anestesia vai passando;
Já posso sentir meu coração bater,
Meus pensamentos pensar;
Já posso ouvir os gritos silenciosos ecoando na minha alma.

Tão aos poucos tudo volta ao seu devido lugar;
Eu vejo uma lágrima no garoto da esquina,
Um sorriso bobo na garota de 15 anos,
Um desajeitado querer gritando na moça que está lá... Tão distante!

Aos poucos o pouco passa,
E de repente,
Tenho que recomeçar...
Retomando minhas queridas tentativas de TENTAR!

Quando percebo,
Personagens novos aparecem,
Histórias semelhantes acontecem...
A vida se repete em uma vida só!


Por: Mariana Bentes

3 comentários:

  1. Muito legal o texto de sua amiga!! Engraçado como partes dele se encaixam com algumas de minhas metas neste momento... Adorei, Aline querida!
    A vida se repete em uma só, mas se prestarmos bastante atenção, podemos mudar alguns dos elementos circulares...
    Bjocas!

    ResponderExcluir
  2. Pois é, minha cara amiga Liah. Esta é a minha pequena notável. Escreve coisas lindíssimas e intrigantes tbm. Mais um encontro q a esféra poetica me permitiu.
    Q bom que vc gostou. Estou paquerando esse texto há dias! rsrsrsrs!
    E se podemos reinventar, reescrever, reiniciar e retomar o fôlego em uma mesma vida. Façamos então!
    Bj bj .

    ResponderExcluir
  3. Aii, que felicidade moça Liah; vc ter gostado do meu texto! É bom despertar algo nas pessoas...
    Aline gatinha, TE AMOOH!!!

    ResponderExcluir